top of page
  • engajesite

O Que a Família Real Não Entendeu Sobre Relações Públicas em 2024



Em uma das reuniões da agência no mês de março, foi inevitável não cair no assunto: Kate Middleton e a saúde da realeza. A última aparição pública de Kate foi em um evento religioso no final do ano passado. Em 16 de janeiro, ela se submeteu a uma “cirurgia abdominal planejada” e precisou ficar por mais de 10 dias hospitalizada, o que deixou a imprensa em alerta. Após 13 dias internada, a princesa de Gales retornou para casa em Windsor, nos arredores de Londres.


No dia 10 de março, a princesa postou uma foto com os filhos em comemoração ao Dia das Mães, mas em seguida confessou que a foto postada foi editada e pediu desculpas. A imagem foi compartilhada pelo Palácio de Kensington após semanas de especulação sobre seu estado de saúde, e retirada de circulação devido à polêmica.


No mesmo mês, a princesa de Gales anunciou o diagnóstico de câncer em um vídeo. Ela revelou que a doença estava em fase inicial e foi descoberta após a cirurgia abdominal. Na gravação, a futura rainha pediu privacidade e que retornaria aos compromissos somente com liberação médica.


Passado todo o burburinho e especulações, decidimos analisar como andam as estratégias de Relações Públicas e a maneira como o Palácio lida com as crescentes especulações sobre a família real. A situação toda só mostrou claramente que qualquer controle que tinham sobre "a narrativa" se foi e ficou evidente que há um problema enorme e urgente de comunicação.


As Redes Sociais São Um Campo de Especulação


As redes sociais são um terreno fértil para especulações, e tentar impedi-las é inútil. Termos como "teoria da conspiração" são usados em excesso atualmente. "Ela está morta", "Ela está desaparecida", "Ela está em coma" e "Ela está planejando se divorciar" são exatamente o tipo de coisas que nem se qualificam como boatos; são fantasias criadas para entretenimento e interação social.

> Divulgar fotos, declarações ou fazer vazamentos estratégicos não adianta mais, como nas décadas passadas.

> Tentar evitar que as pessoas especulem é como tentar impedir que chova.


Não Alimente os Boatos (a foto da Princesa no Dia das Mães)


É impossível parar os boatos, mas é possível não incentivá-los. A divulgação da foto do Dia das Mães é o exemplo mais claro de erro em todo esse desastre. É apenas uma mãe e seus filhos – eles não disseram que a foto era recente ou uma prova de vida. Deveria ter ficado claro para qualquer profissional de relações públicas que a imagem seria interpretada dessa forma e examinada minuciosamente.


As Pessoas Estão Viciadas (e conhecem o Photoshop)


Outra categoria importante são as pessoas viciadas em redes sociais e fofocas que talvez não gostem de investigação, mas sabem identificar desastres de Photoshop. Elas estão interessadas em detectar esses erros, e os debates atuais sobre IA só aumentam o entusiasmo pela autenticidade da mídia.

> Se você publicar uma foto obviamente editada, as pessoas a examinarão com muito cuidado, especialmente se já houver especulações circulando.


A Estratégia Precisa Evoluir com a História


À medida que uma história evolui, a estratégia de comunicação também precisa evoluir. Quanto mais questionamentos surgem sobre a verdade, mais clara deve ser a comunicação. Uma foto da nuca de alguém não vai resolver a situação assim como uma foto em preto em branco representa a morte - para muitos.

Quanto mais coisas estranhas acontecerem, mais as pessoas vão se perguntar o que está acontecendo. Quando a fé das pessoas em suas declarações é abalada, simplesmente adote a cautela.


O Herói de Hoje é o Alvo de Amanhã


Parece que o Palácio gerenciou efetivamente a percepção pública de Harry e Meghan, enquanto polia a imagem de William e Kate como membros da realeza mais dignos.

Mas isso não funciona assim.

Ter dois casais em paralelo não significa que um precisa ser o vencedor e o outro o perdedor.

Contar com um tratamento gentil só porque outro recebeu o oposto é um grave erro.


Estratégias de Relações Públicas em 2024


Em 2024, estratégias de relações públicas eficazes envolvem transparência, autenticidade e adaptabilidade.

As redes sociais são dominantes, e o controle da narrativa é mais desafiador do que nunca. A comunicação deve ser clara, direta e evoluir conforme a história se desenrola. Evitar alimentar boatos e ser transparente pode ajudar a manter a confiança do público.


Sua empresa já entendeu o papel do Relações Públicas?



6 visualizações0 comentário

Комментарии


bottom of page