• engajesite

O que são stakeholders e qual o papel em uma organização?



Você já ouviu falar ou sabe o que são stakeholders? Talvez você nunca tenha ouvido falar dessa palavra antes, mas eles com certeza fazem parte do dia a dia da sua companhia, e mais do que isso: são importantes para o seu crescimento.


Neste texto, explicaremos o que é esse termo, qual a sua real importância para as organizações, quais tipos de stakeholders existentes e como fazer uma boa gestão deles, garantindo o seu sucesso de reputação e lucratividade. Vamos lá?

Stakeholders: o que são?

Antes de entender a importância dos stakeholders, é preciso saber, de fato, o que eles são. Basicamente, eles são um grupo referente à pessoa ou organização com algum interesse nas atividades, projetos e resultados oferecidos pela sua empresa.


Dessa maneira, enquanto ocorre esse interesse, as decisões que o negócio toma também podem afetar os stakeholders, gerando impactos que podem ser positivos ou negativos.


Ainda está um pouco difícil entender quem são os stakeholders? Veja a seguir alguns exemplos desses personagens e busque identificar quais deles você já tem em sua companhia:


  • Colaboradores;

  • Clientes;

  • Diretores;

  • Concorrentes;

  • Fornecedores;

  • E muitos outros grupos.


Os stakeholders é um termo que faz parte da teoria de que qualquer tipo de empresa deve oferecer algum tipo de valor para seus interessados, o que necessariamente não significa um retorno financeiro.

Qual o seu papel em uma organização?

Você sabe qual a importância dos stakeholders na organização? Bom, além do negócio oferecer algum tipo de valor para esses grupos de interesse, eles também podem afetar positivamente ou negativamente o andamento da companhia.


Além disso, conhecer quem são e o que os stakeholders querem pode ajudar a conhecer a sua própria instituição de maneira mais ampla. E, quando se conhece bem o próprio negócio, saberá quais estratégias tomar para agradar esses diferentes públicos.


Também vale a pena conhecer os diferentes níveis de importância que os stakeholders têm para a sua organização, a depender do quanto isso pode influenciar no sucesso da empresa. Dessa forma, ela saberá onde focar seus esforços.


Mas atenção: esse nível de importância entre os stakeholders pode variar ao longo do tempo, por isso, a análise efetuada sobre eles precisa ser periódica, o que também é bom para avaliar o seu nível de satisfação.

Como os stakeholders são divididos?

Até aqui, você entendeu o que são stakeholders de um projeto e como eles são necessários para uma empresa, mas você sabia que eles são divididos em alguns grupos? Entenda, a seguir, quais são essas categorias:

Stakeholders: internos e externos?

A divisão entre stakeholders internos e externos se refere à sua atuação no negócio. Os internos são aqueles que atuam diretamente com ela, como os gestores, funcionários e acionistas.


Já os externos são aqueles que apresentam valor para a companhia, porém, não atuam diretamente com ela, como fornecedores e clientes. A depender do tipo de organização, sindicatos, concorrentes e ONGs podem fazer parte desse grupo.

Stakeholders: primários e secundários?

A divisão entre stakeholders primários e secundários considera o seu poder para com a empresa. Dessa maneira, os primeiros seriam aqueles que possuem poder de influência e alta interferência direta na reputação de uma companhia.


Já os secundários são aqueles que não estão diretamente ligados à organização, mas que podem, de alguma maneira, mobilizar a opinião pública de maneira positiva ou negativa em relação à instituição.

Qual a diferença entre stakeholder e shareholder?

Além de conhecer os stakeholders externos e internos, é necessário que você entenda o que são shareholders e stakeholders, afinal, esses dois termos podem ser confundidos, mas se referem a pessoas diferentes.


Como explicamos, os stakeholders são pessoas com algum tipo de interesse em sua organização, seja adquirir algum produto ou serviço, atuar no seu desenvolvimento, investir financeiramente, etc.


Porém, os shareholders são um tipo específico de stakeholders que, inclusive, apresentam um alto nível de poder na empresa, pois eles são os acionistas da organização. Esses acionistas investem dinheiro para o crescimento do negócio, podendo lucrar ou ter prejuízos conforme o seu desempenho.


Durante muito tempo, as organizações focaram em ter os shareholders como prioridade, tomando medidas visando o seu beneficiamento, principalmente, já que um acionista insatisfeito poderia parar de injetar dinheiro na companhia.


Atualmente, os negócios têm buscado dar mais atenção a outros stakeholders impactados pela organização, afinal, eles também são importantes para o seu desenvolvimento.

Como fazer uma boa gestão de stakeholders?

Está na hora de colocar todo o conhecimento adquirido hoje sobre os stakeholders em prática. Para ajudar você nessa missão, veja algumas dicas de como fazer uma boa gestão desses grupos:

Desenvolva planos de ação para cada grupo

Como você pode perceber, cada grupo de stakeholders tem uma relação diferenciada com a sua empresa. Por isso, é interessante que cada um tenha um plano específico, considerando o seu contato com a instituição e seu poder de influência.

Identifique todos os stakeholders

Antes de fazer uma estratégia para os seus stakeholders, é fundamental se certificar de que todos foram devidamente identificados. Nossa dica é criar um documento e descrever cada um dos grupos identificados.

Alinhe expectativas

As expectativas dos stakeholders para com o seu negócio e vice-versa precisam estar bem alinhadas. Afinal, sem essa comunicação clara, uma das partes pode se frustrar, o que pode resultar em diversos tipos de perda.

Faça um monitoramento constante

Também é muito importante que a empresa faça um monitoramento constante dos seus stakeholders, pois é uma maneira eficiente de conferir a sua satisfação rapidamente, o que permitirá ter tempo hábil para investir em estratégias que garantirão a sua satisfação.


Portanto, agora você já sabe a definição sobre os stakeholders, qual a sua importância para os negócios e como ter uma gestão eficiente desse grupo de pessoas tão diferenciado, mas que podem fazer a diferença para a reputação da sua marca.



4 visualizações0 comentário